Mail: saocarlosaquiagora@saocarlosaquiagora.com.br



Publicado em 05/Março/2018

MENINA ESTUPRADA EM IBITINGA MORRE EM ARARAQUARA

Geovana Ribeiro, foi encontrada desacordada  em uma construção vizinha a sua casa com sinais de estupro e espancamento em estado grava foi transferida para o hospital  Gota de Leite, em Araraquara, não resistiu e morreu

A garota Geovana Maria de Oliveira Ribeiro, de 8 anos, morreu após ter sido encontrada desacordada e com sinais de espancamento e estupro em uma casa em construção, no bairro Santo Expedito, em Ibitinga, no final da tarde do último domingo (04). Ela estava internada em estado grave, na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Gota de Leite de Araraquara. 

O relatório das Polícias Militar e Civil informam que ao chegar no local a garota já havia sido socorrida. A mãe da menina, a costureira Claudia Maria Gregorio de Oliveira, 36, estava em casa quando foi avisada por um pintor de 40 anos de que a filha tinha sido atropelada. Ela correu até o local e encontrou Geovana caída e desacordada, mas não na rua e sim em uma casa em construção.  

Um rapaz autônomo de 43 anos, que foi ouvido como testemunha, declarou à polícia que estava na esquina e também foi avisado do fato pelo pintor. 

A mãe encontrou a menina com a cabeça sangrando e com a roupa despida. Geovana foi socorrida por uma equipe do Corpo de Bombeiros, levada em estado grave à UPA de Ibitinga, e transferida para Araraquara. Nota oficial da Gota de Leite diz que a menina deu entrada na madrugada desta segunda-feira (05), todos os procedimentos médicos foram realizados, mas infelizmente Geovana não resistiu. O corpo será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).  

O pintor, que avisou a mãe do caso, se apresentou e prestou depoimento. Ao delegado Vinicius Murijo Melatto, de Ibitinga, informou que estava na Vila Simão assistindo a um jogo de futebol quando recebeu a ligação da filha para ir até a igreja. No meio do caminho parou na casa em construção para verificar se a filha estaria ali brincando e viu um homem sair correndo. Em seguida, entrou e encontrou Geovana ferida e abusada sexualmente. 

De acordo com o Boletim de Ocorrência, o pintor negou o crime e entregou aos policiais as roupas que usou no dia. Durante o registro, houve uma aglomeração de pessoas em frente a delegacia todos revoltados com o caso. Na confusão, uma das vidraças foi quebrada com uma pedra. Outro Boletim de Ocorrência foi feito por dano ao patrimônio público. O suspeito foi ouvido e liberado.

As investigações continuam a popuaçao continua muito revoltada.

 

Comentários

Comente sobre a noticia

aceito os termos e condições de uso

 


Gerenciador de banners
Gerenciador de banners

Cadastre-se

E Receba Nosso Boletim Semanal de Notícias

Digital Newsletter
Nome: Email: